Online

Revista Progredir – 21 passos para a Felicidade, com o Feng Shui

 

O Feng Shui é uma arte milenar chinesa com cerca de 3.500 anos, em que o objetivo é harmonizar os espaços.

A utilização do Feng Shui no planeamento e na construção dos edifícios é apontado como uma das causas de riqueza de Hong Kong, onde 90% dos edifícios de escritórios, foram construídos segundo as regras desta arte.

Cada vez mais pessoas nos Estados Unidos, na Austrália e na Europa seguem ensinamentos de Feng Shui, quando constroem ou decoram a sua casa, tornando esta arte cada vez mais popular.

O Feng Shui é usado como ferramenta para alavancar a prosperidade, saúde e relacionamentos, através da harmonia dos espaços, uma vez que o local onde vivemos e trabalhamos tem influência direta como nos sentimos, por isso, o impacto positivo que esta arte tem na nossa vida, a todos os níveis.

Seguem 21 passos para a Felicidade, segundo esta arte:

  1. A importância de ter imagens positivas, como quadros, fotografias, frases inspiradoras, tudo pode potenciar sensações positivas.
  2. A utilização de flores frescas e plantas, para além de proporcionar um maior conforto, existem algumas espécies que perfumam os espaços, como as rosas e a alfazema.
  3. Deitar fora o está estragado e que não é possível reciclar.
  4. Nos quartos, ter duas mesas de cabeceira, para representar o lado feminino e o lado masculino, a dualidade, a harmonia.
  5. É imprescindível manter os espelhos limpos. Os espelhos partidos devem ser imediatamente substituídos.
  6. Recomendam-se formas de mesas redondas ou ovais, uma vez que promovem o diálogo, sendo a madeira o material mais apropriado.
  7. O roupeiro, assim como a cabeceira da cama deverá ser de madeira. Muitos dos materiais, possuem na sua composição substâncias prejudiciais à saúde, logo a opção deverá recair por materiais naturais.
  8. Música ambiente, estimula os sentidos e harmoniza os espaços.
  9. Sempre que possível utilizar materiais naturais, como por exemplo, o algodão, para os lençóis, toalhas e cortinados.
  10. A cama deve estar posicionada de modo a que os pés da cama não esteja na direção da porta.
  11. Recorrer frequentemente à cor azul no quarto das crianças, pois tem um efeito calmante. No entanto, caso a criança seja pouco comunicativa, deverá utilizar-se cores mais fortes, como o laranja, para estimular a comunicação e a criatividade.
  12. As cadeiras das secretárias devem possuir braços e costas, que promovam o conforto e estabilidade.
  13. O sofá da sala deverá estar posicionado com as costas para uma parede e ter mesas de apoio iguais, em ambos os lados, para simbolizar o equilíbrio.
  14. O centro da sala deverá estar com pouco mobiliário, ou se possível, nenhum. Desta forma, proporciona um maior convívio e circulação de família e amigos.
  15. Tecidos com motivos florais, em tecidos naturais, para promover o romance, no quarto do casal. O rosa e o vermelho devem ser utilizados em alguns objetos decorativos.
  16. Fotografias dos filhos devem ser retirados do quarto do casal. Neste espaço deverá apenas constar as fotografias do casal.
  17. Pouca informação visual nos quartos (pouca decoração), o objetivo é a criação de um ambiente tranquilo.
  18. Os tons terra, funcionam particularmente bem no quarto, porque o elemento terra é relaxante e simboliza a ligação com a terra.
  19. A iluminação no quarto deverá ser suave, se possível não utilizar iluminação no teto. A utilização de lâmpadas amarelas em detrimento das brancas, pois promovem um ambiente mais acolhedor.
  20. Procurar a simbologia do número 8, poderá ser representado pelo número infinito. No domínio do Feng Shui, os números 1,6 e 8 são considerados particularmente propícios. Estes números podem estar presentes de forma subtil, nos objetos decorativos.
  21. A utilização do preto e branco, duas cores em perfeita harmonia, uma expressão de universo perfeito, onde está tudo devidamente equilibrado. No entanto, não devem ser utilizadas em exclusividade num espaço.

 

Amar mais, viver mais…aplicar o Feng Shui!