Revistas

Revista Exklusiva – Renova-te, com Feng Shui!

 

Amar-nos a nós próprios e o que nos rodeia, faz parte de um processo, umas vezes rápido, outras vezes lento, por isso, a importância de uma frequência positiva, que deve ser ilustrada com quadros ale­gres, flores e até mesmo fotografias, que celebram conquistas, ou que espelham amizades, que nos complementam e que nos nutrem de AMOR.

A nossa casa é o espelho da nossa alma, por isso a importância de estarem subjacentes na nossa casa, os nossos desejos, para que eles estejam sempre presentes no nosso pensamento.

De acordo com o Feng Shui Interior, uma corrente do Feng Shui, que mistura aspectos psicológicos dos moradores, com conceitos da tradicional técnica chinesa de harmonização de ambientes, a desor­ganização provoca cansaço e imobilidade, faz as pessoas viverem no passado, confunde, deprime, tira o foco de coisas importantes, atrasa a vida e atrapalha os relacionamentos.

Arrumar a casa é arrumar a VIDA, arrumando em simultâneo os nos­sos pensamentos.

Muitas das vezes está estagnada a necessidade do renovar, bloque­ada com pensamentos e manifestações do que não queremos, mas vazia…do que queremos para a nossa vida.

Para se mudar de paradigma, tem de se mudar de forma de estar, de pensar e de agir…tudo tem de ser coerente!

Não basta estar atento ao volume de pensamentos é preciso prestar atenção à qualidade dos mesmos, logo pensamentos positivos, po­dem promover um aumento de energia, enquanto o pessimismo con­some e atrai mais negatividade para nossas vidas.

Sentimentos tóxicos, choques emocionais e raiva intensa também nos bloqueiam, assim como ressentimentos e mágoas nutridos du­rante anos seguidos. Muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas, isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos nega­tivos.

Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a alegria e o bom-hu­mor dão força, para superar obstáculos.

Quanto mais perdoamos, maior o nosso detox interior, permitindo gastar menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que procura todos os dias viver feliz e quer o seu caminho livre, aberto para a felicidade.

Depois de um detox interior é necessário um detox exterior, ou seja, o detox da nossa casa, conseguido através do Feng Shui, para ser possí­vel a cada um de nós, deixar para trás, tudo o que é baço, que não bri- lha, que incomoda, que nos puxa para baixo, que magoa. Brilha, luta… faz ACONTECER!